Diagnósticos: Dupla Excepcionalidade

multiplicidade

multiplicidade

O termo dupla excepcionalidade, frequentemente abreviado como 2e, apenas recentemente entrou no léxico de educadores e se refere a indivíduos com duas condições neuro ou físico diversas simultâneas e sobrepostas. O indivíduo divergente, por definição, já apresenta uma série de necessidades especiais pertinentes a sua classe em questão e quando este se enquadra no campo da dupla excepcionalidade o quadro muda de figura, pois uma superdotação pode compensar e mascarar uma deficiência, assim como uma deficiência pode mascarar e descompensar uma superdotação.

Eddie Redmayne, vencedor do Oscar em "A Teoria de Tudo" ao interpretador o físico Stephen-Hawking

Eddie Redmayne, vencedor do Oscar em “A Teoria de Tudo” ao interpretador o físico Stephen-Hawking

Tamanho embaralhamento confunde desde o transeunte aos profissionais especializados, o diagnóstico nestes casos costuma sair de modo simplista e bidimensional; ou seja, tende a ocorrer um de três: se recebe o diagnóstico ora de superdotado, ora de portador de deficiência, quando não de neurotípico! Sendo este último o pior dos casos pois não se toma nenhuma medida corretiva, muito menos se procura acomodações, apenas quem já sofreu a vilania de um diagnóstico falso-negativo ou falso-positivo consegue compreender a extensão do dano causado, mas tal temática já configura assunto para um outro ensaio.

Sobre Filipe Russo

CEO da SagaPro, A Edtech do Bem-Estar Escolar, startup incubada na incubadora Cietec IPEN-USP. Autore dos livros premiados Caro Jovem Adulto e Asfixia, assim como vencedore do concurso “O Olhar em Tempos de Quarentena” e de prêmios de excelência acadêmica em Inteligência Artificial, Psicologia, Gamificação e Empatia. Licenciade em Matemática pelo IME-USP, pós-graduande em Computação Aplicada à Educação pelo ICMC-USP. Indígena agênere da Associação Wyka Kwara. Fundadore do blog Supereficiente Mental. Pesquisadore nas cátedras Oscar Sala e Otavio Frias Filho do IEA-USP, sob a coordenação de Lucia Santaella e Muniz Sodré, respectivamente.
Esse post foi publicado em Diagnósticos e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s