Entrevista: Nuno Silva

Nuno Silva

Nuno Silva


Supereficiente Mental: Ninguém nasce com consciência de sua própria superdotação, contextualize para nós a descoberta da sua.

Nuno Silva: Bom, eu diria que tive a consciencia desta diferença em particular muito cedo. Maioria das crianças na pré primaria não percebiam bem o que eu queria transmitir nem possiuam o mesmo grau de logica e criatividade. No momento em que eu tive a certeza foi no 2º ano quando fui ao aniversario de um colega sobredotado e a minha mãe explicou me esse conceito no caminho para casa dele.

SM: Com seu colega sobredotado, conseguiste desenvolver uma amizade estimulante?

Nuno: Ele estava um ano acima pois avançou um ano. Eu costumava estar com ele mas com o tempo mudamos e hoje não temos contacto. No entanto tenho um numero de amigos sobredotados, um deles sendo o meu melhor amigo. Mas sinto que estas pessoas sejam para mim estimulantes.

SM: Comente um pouco sobre essa sociedade sobredotada com que você convive, há oportunidades de se mobilizarem ou colaborarem juntos em prol de algo maior?

Nuno: Infelizmente não houve grandes oportunidades de se juntarem, por isso costumo estar apenas com um de cada vez. Não é uma sociedade, mas sim amigos que fui adquirindo, muitos deles em escolas que frequentei (falo dos contactos ao vivo).

SM: Quais são suas áreas de alta habilidade?

Nuno: Quase todas as areas intelectuais mas com enfase na memória a longo prazo, criatividade e artes, segundo o teste da WISC destaquei me nas provas verbais como a de vocabulario e de similaridades.

SM: Participaste de alguma iniciativa de apoio aos alto habilidosos? Em caso positivo fale um pouco mais sobre essa experiência, em caso negativo por que não?!

Nuno: Não existem grandes possibilidades de apoio face a sobredotação pelo menos aqui em Portugal. Existe uma faculdade aberta aos sabados de manhã para crianças sobredotadas, na qual eu planeava me inscrever. Num entanto era bastante cara e apenas poderia a frequentar até aos 17 anos.

SM: Fazes uso de algum aconselhamento psicopedagógico? Em caso positivo fale como isso funciona para você.

Nuno: Tenho consultas de psicologia, nas quais me tem vindo a ajudar imenso. De resto apenas aconselhamentos de amigos e familia. Em tempos não tive um bom atendimento por parte de uma pedopsiquitra que negligenciava os meus problemas. No fundo um problema muito grande dos psicologos e psiquitras é o da negligencia face ao contexto, o que é bastante importante para detectar casos portadores de altas habilidades. E felizmente já não passo por esse problema.

SM: Quais são suas perspectivas acadêmicas e profissionais de agora em diante?

Nuno: As minhas perspectivas tem vindo a mudar bastante, não pretendo entrar numa faculdade grandiosa, mas pretendo tirar um douturamento na area do cinema ou da psicologia. Num entanto ao contrario de muitos, não tenho um plano fixo, digamos que estou a atravessar por um periodo de duvidas.

SM: Algum lema motivacional?

Nuno: Não diria um lema, mas uma filosofia de vida: A frase de Einstein sobre a criatividade. “Eu acredito na intuição e na inspiração. A imaginação é mais importante que o conhecimento. O conhecimento é limitado, enquanto a imaginação abraça o mundo inteiro, estimulando o progresso, dando à luz à evolução. Ela é, rigorosamente falando, um fator real na pesquisa científica.” – Albert Einstein. Apesar de não ser minha a frase, guardo a como caminho.

SM: Algum recado pra galera?

Nuno: Gostava tambem de dizer para não ficarem quetos quanto ao preconceito. Nem todo o sobredotado é academico, nós não somos o estipulado e impingido pela sociedade,não somos as vossas marionetas, nem somos todos marrões, e sem nós o mundo seria muito menos evoluido, apesar das suas falhas. Um dia os nossos bullies serão os losers na heroina, e nós seremos CEO’s de grandes empresas, ou revolucionarios da nossa era. De qualquer forma, quero que acordem para o mundo que vivemos, hoje somos os escravos, mas amanhã seremos os verdadeiramente livres. Falo para todos os adolescentes sobredotados que estejam a passar por dificuldades, unidos e fortes, encontraremos o caminho.
Obrigado.

Anúncios

Sobre Filipe Russo

Filipe Albuquerque Russo nasceu em 22 de Agosto de 1990 em São Paulo, capital e foi criado em Manaus, Amazonas. Aos 16 retornou a sua cidade natal onde reside atualmente. Caro Jovem Adulto, seu primeiro romance estabeleceu em 2012 a estréia tripla de Filipe Russo no cenário artístico brasileiro (tipográfica com Limite Circular, fonte original exclusivamente manufaturada para a obra; fotográfica com Iluminado Expandido, capa original do livro e enfim a obra literária propriamente dita).
Esse post foi publicado em Entrevista e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s