Acomodações: Uma Introdução Pessoal

Evolução e Diversidade Genéticas da Vida na Terra ao longo das Eras

Evolução e Diversidade Genéticas da Vida na Terra ao longo das Eras

Era uma vez um garoto que falava sozinho, andava olhando pro céu ou pra terra, raramente pra frente porque seu olhar distante enervava os transeuntes e por acaso ou fatalidade do destino eu era esse garoto. A variabilidade genética produz espécies diferentes e em cada espécie há espécimes distintos tanto pela natureza quanto pela nutrição, já o ser humano ainda apresenta uma dimensão extra: a narrativa pessoal, cada um de nós conta pra si e para o mundo, quando não a origem ou elaboração fluida do eu, ao menos seu produto mais imediato.

Superdotados no Brasil

Superdotados no Brasil

Sempre fui aluno nota 10, no pré-escolar eu colecionava estrelas douradas nas lições como se minha vida dependesse disso bem a moda ginásio nipônico. Já no fundamental dois saí em primeiro lugar do Amazonas na olimpíada de matemática competindo com alunos até do terceiro ano do ensino médio enquanto eu ainda estava na quinta série. Durante anos estudei no melhor colégio da região: Lato Sensu, tirando as melhores notas da sala em todas as matérias. Devido ao bullying, perseguição contínua, ameaças e práticas de violência verbal e física mudei de instituição, nos dois anos seguintes eu acabaria estudando em mais 4 colégios.

Eu, Filipe Russo, com 16 anos em 2007

Eu, Filipe Russo, com 16 anos em 2007

Eu faltava muito às aulas e não apresentava motivação pra me dedicar aos exercícios escolares, o ritmo, a redundância e a superficialidade dos temas me entediavam profundamente enquanto eu precisava produzir conteúdo intelectual constantemente porque sempre senti essa vontade de fazer algo significativo perante meus próprios termos. No penúltimo colégio que estudei, o Stockler, agora já em São Paulo capital foi-me oferecido duas acomodações: aceleração de estudos e presença facultativa, ou seja, eu não precisava frequentar as aulas. Quanto à aceleração de estudos eles me deixaram ao vento do relento não me passando sequer datas ou conteúdos cobrados, acompanhamento então nem se fale; já a presença facultativa me ajudou a terminar o ano escolar, pois caso contrário eu acabaria reprovando por falta ou surtando de tédio.

Publicidade

Sobre Filipe Russo

Autore dos livros premiados “Caro Jovem Adulto” e “Asfixia”, assim como vencedore do concurso “O Olhar em Tempos de Quarentena” e de prêmios de excelência acadêmica em Inteligência Artificial, Psicologia, Gamificação, Empatia e Computação Afetiva, nesta última disciplina também recebeu o reconhecimento de melhor projeto. Licenciade em Matemática pelo IME-USP, pós-graduande em Computação Aplicada à Educação pelo ICMC-USP. Indígena agênere da Associação Wyka Kwara. Fundadore do blog Supereficiente Mental. Pesquisadore nas cátedras Oscar Sala e Otavio Frias Filho do IEA-USP, sob a coordenação de Lucia Santaella e Muniz Sodré, respectivamente.
Esse post foi publicado em Acomodações. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Acomodações: Uma Introdução Pessoal

  1. Giovanne Afonso disse:

    “[…] pois caso contrário eu acabaria reprovando por falta ou surtando de tédio.”
    Isso é muito eu kkk parabéns pelo artigo, eu te admiro pra caramba.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s