Descaso: Solidão Subestimada

Solitude por Uzume

Solitude por Uzume


Subestima-se a solidão em demasia desconsiderando o dano à qualidade de vida capaz inclusive de levar um indivíduo à evasão escolar, a comorbidades e em último caso até mesmo suicídio. A solidão nem sempre se apresenta como escolha e mesmo quando escolhida pode caracterizar um evitamento mórbido, um mínimo de interação social se faz necessário à boa manutenção mental. A solidão indesejada ou compulsória afeta o humor e o padrão de pensamentos do envolvido tensionando-o para uma estagnação de seus recursos intelectuais e emocionais, com o instrumental cada vez mais reduzido o indivíduo não encontra forças para remediar a situação progressivamente degenerativa, até mesmo porque se o tivesse o teria utilizado em momento hábil a fim de evitar o quadro clínico.

Só somente Só

Só somente Só


Agora, o que aliena um superdotado saudável até uma solidão patológica ou no mínimo entristecedora? Bullying, stalking, descasos, resistência social em aceitar a sua condição, incapacidade aprendida, abuso, latifúndios emocionais, alienação parental, divórcio, xenofobia, violência verbal ou física, cyberbullying e no caso das meninas ainda há crimes de gênero com caráter misógino: catcalling, slutshaming e revenge porn. Portanto quando se assume a seriedade da questão não há como não por o tema em pauta e partir para propostas de solução: em primeira instância deve-se informar as partes envolvidas e/ou interessadas, formalizar as denúncias com as autoridades locais e regionais quando for o caso, buscar grupos de apoio não necessariamente de vitimados, utilizar hobbies como terreno frutífero às amizades, sair mais de casa, praticar um esporte, se engajar com a comunidade do bairro ou da sua cidade, participar de eventos culturais, praticar boas ações e presentear quem você ama ou aprecia.

Anúncios

Sobre Filipe Russo

Filipe Albuquerque Russo nasceu em 22 de Agosto de 1990 em São Paulo, capital e foi criado em Manaus, Amazonas. Aos 16 retornou a sua cidade natal onde reside atualmente. Caro Jovem Adulto, seu primeiro romance estabeleceu em 2012 a estréia tripla de Filipe Russo no cenário artístico brasileiro (tipográfica com Limite Circular, fonte original exclusivamente manufaturada para a obra; fotográfica com Iluminado Expandido, capa original do livro e enfim a obra literária propriamente dita).
Esse post foi publicado em Descaso e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s